Meio&Mensagem
Publicidade

What’s next na economia criativa?

Setor responde por 2,64% do PIB brasileiro, gera cerca de um milhão de empregos diretos e tem mais de 200 mil empresas e instituições em mercado de enorme potencial

Salvador Strano
5 de abril de 2018 - 15h33

Créditos: Eoneren/iStock

Desde 2012 navego na #economiacriativa e tenho certeza que neste momento temos um dos ambientes mais complexos e estimulantes para o setor. Na quarta-feira, 4, aqui na Rio2C, o Ministro da Cultura apresentou três dados muito interessantes e certamente pouco conhecidos.

A economia criativa responde por 2,64% do PIB brasileiro, gera cerca de um milhão de empregos diretos e possui mais de 200 mil empresas e instituições em mercado de enorme potencial. Em paralelo, temos as evoluções tecnológicas nas telas, velocidades aumentando na transmissão de dados e a mudança radical nos hábitos dos telespectadores no consumo do conteúdo audiovisual. Essa matriz de informações que parecem estar desconectadas pode deixar o futuro pouco previsível, como sempre, mas certamente criará um ecossistema muito fértil para o crescimento da indústria criativa. A experiência de assistir entretenimento certamente ficará muito mais atraente.

Aqui na Rio2C, temos uma ótima amostra desta fase: criatividade, negócios, pitchings, inovação e o conteúdo/entretenimento como destaque. Tudo misturado. O desafio adicional proposto será criar, desenvolver e produzir com qualidade e relevância histórias que vão durar e ajudar a construir a nossa tão importante história cultural brasileira.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Criatividade

  • Indústria Criativa

  • Rio2C

  • Rio2CnoMM

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio